Powerslave: o álbum que deixou o Iron Maiden gigante
05/09/2019 17:54 em Crônicas

Powerslave é o quinto álbum de estúdio da banda britânica Iron Maiden. Ele foi lançado em 03 de setembro de 1984, pela EMI. O álbum ficou em 21º lugar na Billboard 200 e na 2º posição no Reino Unido. Ele teve apenas dois singles lançados: “2 Minutes to Midnight”,  em 06 de agosto de 1984 e “Aces High”, em 22 de outubro de 1984.

Na última terça-feira se comemorou os 35 anos de lançamento do álbum e, por isso, iremos contar não só a história de sua criação, mas também falaremos um pouco da grandiosa e exaustiva World Slavery Tour, turnê que trouxe a banda pela primeira vez ao Brasil.

Processo de gravação

Após o fim da World Piece Tour (1983), a banda tirou duas semanas de férias e logo após o Natal, foram para a ilha de Guernsey, que fica entre a Inglaterra e França, para compor as canções do novo álbum. Em seguida, partiram para as Bahamas onde gravaram o álbum no Compass Point Studio (1984). Foram oito semanas de gravação e a música “Rime of the Ancient Mariner”, última faixa do álbum, foi composta no apartamento do baixista Steve Harris, nas Bahamas, além de outras canções. Nesse mesmo estúdio também foram gravados outros três álbuns, Piece of Mind (1983), Somewhere in Time (1986) e The Final Frontier (2010).

A grandiosa World Slavery Tour

Cartaz da turnê - Foto: Divulgação

A turnê começou em 9 de agosto de 1984, em Varsóvia, na Polônia e terminou em 5 de julho de 1985, em Irvine, nos Estados Unidos.

Ao todo foram 187 shows em quase todos os continentes, sendo que a banda esteve nos Estados Unidos por duas vezes.

Essa tour foi a mais extensa e exaustiva da banda. Ela durou quase um ano e deixou o vocalista Bruce Dickinson muito cansado e ele quase saiu do Maiden. Isso também influenciou no processo de composição do álbum seguinte, Somewhere in Time (1986). Dickinson queria uma sonoridade mais acústica, mas o Steve Harris não aceitou a ideia e o álbum não contém nenhuma música do Bruce.

Bruce Dickinson e Steve Harris no primeiro Rock in Rio - Foto: Divulgação

Foi nesta turnê (World Slavery Tour) que o Maiden esteve em nosso país pela primeira vez. O primeiro show no Brasil foi em 11 de janeiro de 1985, durante o primeiro Rock in Rio. E a partir daí começou uma paixão dos brasileiros pela banda e a banda pelo Brasil. Depois disso, o Iron Maiden veio outras vezes e voltará no início do próximo mês, para mais três shows, 04/10 no Rock in Rio, 06/10 em São Paulo e 09/10 em Porto Alegre.

Live After Death

Considerado o melhor álbum ao vivo da história - Foto: Divulgação

Live After Death é um álbum ao vivo e foi lançado em 14 de outubro de 1985. Ele foi gravado durante a World Slavery Tour nos dias 14, 15, 16 e 17 de março de 1985, na Long Beach Arena, em Long Beach, na Califórnia, Estados Unidos. É considerado pelos fãs e crítica o melhor álbum ao vivo da história do heavy metal. Live After Death ficou em segundo lugar no Reino Unido e 19º na parada da Billboard 200.

Ele foi editado sem o uso de overdub (overdub é um recurso de edição utilizado tanto para adicionar vozes e instrumentos ou fazer retoques nos mesmos).

Powerslave 35 anos depois

Powerslave passou no teste do tempo tornando-se um clássico do Iron Maiden. É o álbum preferido dos fãs junto com o The Number of the Beast (1982) e Seventh Son of a Seventh Son (1988), que foi elaborado na “primeira” época de ouro da banda (1983-1988). O Iron ainda toca músicas deste álbum em seus shows, como na atual turnê Legacy of the Beast Tour, que chegará ao Brasil em outubro, como já foi citado anteriormente.


Curtiu? Então larga mão de ser preguiçoso e compartilha com a galera!

Se achar melhor, volte para o início do site e se liga nas WP News.
Por Karine Salton.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!